Seu chefe é um líder?

No ambiente profissional existem algumas diferenças que determinam o papel do chefe e o de um líder.

Relacionados:

Consultoria em Redes Sociais

Contrato de Suporte e Manutenção

Quer ser promovido na sua empresa? Então aprenda a dormir!

Como conseguir dinheiro para pagar a sua Universidade

O segredo de como passar em qualquer entrevista de emprego

3 formas de evitar as gafes corporativas

Transtorno Obsessivo-Compulsivo no ambiente de trabalho

O conceito de chefia vem agregado a uma responsabilidade de coisas técnicas, de ditar as regras e de controlar, afirma a master coach Marília Fiuza, instrutora licenciada da Sociedade Brasileira de Coaching.

Ser líder ou ser chefe?

Ser líder ou ser chefe?

 “A figura do chefe está atrelada ao cargo, a autoridade pela função. Já o líder, independente do cargo que tem, consegue delegar tarefas, estimular pessoas, motivar sua equipe”, diz a especialista.

 Para Ivani Manzzo, personal life coach, a diferença pode ser apenas semântica se o chefe for um bom líder. No entanto, o problema é o efeito que o nome pode causar em algumas pessoas. “Ser chamado de chefe pode dar a impressão errada de que ‘ele é quem manda’. Agora, o líder pode despertar o sentido de responsabilidade, da capacidade de liderar, cativar e se fazer acreditar”, explica.

Ser líder ou ser chefe?

Ser líder ou ser chefe?

Com base nessas divergências de conceitos, a psicóloga Beth Martins, consultora em recursos humanos, destacou em seu livro “Virei supervisor, e agora?” as principais diferenças entre o líder e o chefe:

Chefe   Líder
Toma todas as decisões em todos os níveis; Delega autoridade, mas não abre mão da responsabilidade;
Exige assinar todos os faxes, pedidos, solicitações, relatórios etc; Sabe ouvir;
Quer saber de tudo e aprovar tudo; Sabe voltar atrás quando erra;
Fala, determina e dá ordens; Detesta burocracia;
Foi promovido por tempo de casa; Toma decisões rápidas quando necessário;
Tem dificuldade de argumentação em reuniões com a equipe; Inova;
Não ouve ninguém; Motiva;
Gosta dos bajuladores, em geral profissionalmente limitados; Aconselha;
Adora burocracia; Cobra resultados com base em critérios predeterminados;
Centraliza decisões; Contrata e promove profissionais que sabem mais do que ele;
Divulga resultados como se fossem seus; Não rouba ideia do subordinado: ele a apresenta como obra do seu departamento, mas dá crédito ao idealizador;
Gera medo. Gera respeito.
  • * Fonte: Elaborado pela autora [Beth Martins] com base no livro “A Arte de gerenciar serviços”

Erros mais comuns

Marinheiros de primeira viagem no comando de uma equipe, profissionais que acabam de assumir papéis de liderança, costumam cometer erros básicos em seus primeiros dias de trabalho.

“Um dos maiores erros é o profissional esquecer como foi ser liderado/mandado. Ou seja, ele muda as atitudes, a postura e a forma como trata os demais sem avaliar as experiências passadas”, ressalta Ivani. “Isso pode fazer com que a confiança nele seja perdida. Como liderar um grupo que não confia em você? Muito difícil. O maior desafio para ele será manter um ambiente saudável, sabendo tratar a todos da mesma forma, com os mesmos direitos, com as mesmas necessidades e com a mesma atenção.”

A instrutora Marília Fiuza acrescenta que outros quatro erros pontuais devem ser evitados:

Buscar aceitação de forma indevida – às vezes o profissional não se impõe como deveria, não é assertivo e pelo fato de querer ser aceito acaba pecando em termos de resultados e não cobra as pessoas como deveria cobrar. Quer ser aceito mais do que qualquer outra coisa.

Mostrar superioridade – o líder está tão encantado com esse novo papel que abusa da superioridade. O resultado dessa arrogância é uma aceitação ruim da equipe e pouca credibilidade.

Se comparar com outros líderes – o profissional acaba se comparando com o líder ao lado e isso acaba por fragilizá-lo, gerando insegurança para comandar sua equipe. O líder pode se comparar com ele mesmo, mas nunca com o outro.

Ficar sempre na defensiva – quando tudo de ruim que acontece, o profissional tenta justificar o erro, se defender. Como é recente a nova missão, muitas vezes, acredita que assumir erros é sinônimo de incompetência. Em vez de assumir se justifica.

Fonte: UOl

About these ads

3 comentários sobre “Seu chefe é um líder?

  1. Pingback: Super dicas de como escapar dos falastrões do Coaching | W O D Consultoria
  2. Pingback: Entrevista Criativa como você se sai nessa? | W O D Consultoria
  3. Pingback: A solução para falta de bons Profissionais de liderança – Sênior | W O D Consultoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s