Como criar uma imagem completa do seu Sistema Operacional com Norton Ghost 2003

Atendendo a pedidos resolvi disponibilizar uma maneira simples e fácil de se gerar uma imagem completa pata restaurar o Sistema de uma maquina.

Fonte: hardware

  • Para maior segurança, sempre execute o Ghost através de um boot limpo, por disquete ou CD. Não rode o Ghost sob Windows; se der alguma pane seus dados poderão ser perdidos.
  • Apague todos os temporários e arquivo de troca antes de efetuar uma clonagem ou umbackup. Isto preserva espaço e principalmente tempo.
  • Execute o Scandisk antes de proceder com o backup, a fim de certificar-se de que não há erros tanto no disco de origem quanto no de destino (é aconselhável rodar inclusive o teste de superfície em ambos).
  • Siga as recomendações acima nesta ordem.

Entendendo o Ghost

Ok, uma vez tendo adotado certas medidas de segurança, vamos a algumas explicações sobre como funciona o Ghost.

backup pode ser feito de duas formas: criação de uma imagem ou clonagem de disco. Uma imagem neste caso é um arquivo com a extensão .GHO, normalmente compactado, contendo informações exatas do disco rígido ou partição, um “espelho”.

Ao ser restaurado em outro HD, ter-se-á uma cópia fiel do disco de onde foi feita a imagem, incluindo as informações dehardware (não se preocupe se o hardware for diferente, basta ter em mãos os drivers adequados e seguir as orientações do próprio Windows, que irá detectar um a um os novos componentes).

A clonagem de disco nada tem a ver com DNA: nesta etapa, o Ghost simplesmente copia diretamente todos os arquivos de um HD para outro, ou de uma partição para outra (não vai me dizer que não sabe o que é partição? Ok, vou explicar mais adiante).

Note que mesmo as informações como quantidade de clusters e etc. também é armazenada, embora seja perfeitamente possível usar mídias de origem e destino de tamanhos diferentes. Explicarei isto com detalhes mais adiante.

Para eliminar dúvidas posteriores, darei aqui uma breve explanação de partição: um disco rígido padrão tem apenas uma partição, que é a unidade C:. Mas é comum vermos unidades de disco rígido divididos em duas, três ou mais partes – a cada uma destas partes chamamos partição ou unidades.

Assim, se tivermos um disco rígido de 10 GB, e o dividirmos em três partes, sendo a principal (C:) com 3 GB, a secundária (D:) com outros 3 GB e a terciária (E:) com os 4 GB restantes, teremos um disco rígido com três partições.

Preste atenção para não confundir com letras de unidade! Podemos ter letras de unidade que não são partições (como é o caso de CD-ROMs e drives de disquete, por exemplo) e temos também partições sem letras de unidade (é o caso de outros sistemas operacionais, como o Linux, ou de partições ocultas).

Então, agora é importante ressaltar que o Ghost permite fazer tanto backup de um disco rígido inteiro (com todas as partições) como de cada partição separadamente. Vamos ver agora como é que funciona o bichinho.

Fazendo um backup e verificando o arquivo de imagem por erros

Fazendo Backup

O processo pode parecer complicado à primeira vista, mas é bastante simples. Como exemplo, fiz uma imagem de uma partição de meu disco rígido. Vamos às partes do processo:

Para fazer a imagem, vá ao menu Local > Partition > To Image. Aparecerá a seguinte tela:

Fazendo backup no Ghost

Na tela que aparece na figura acima, são listados os discos rígidos presentes no computador.

Neste caso, só aparece um – só há um disco rígido instalado na máquina de testes. As informações do mesmo são mostradas: Size (Tamanho), Type (Tipo), Cilinders (Cilindros),Heads (Cabeças) e Sectors (Setores).

Caso haja mais de uma unidade, selecione a desejada e pressione OK.

Caímos na tela mostrada na figura abaixo:

Fazendo backup no Ghost

Aqui são listadas as partições existentes no disco rígido selecionado.

Pode-se ver que há 5 partições na unidade atual; uma primária (de nome Main) e quatro lógicas.

Selecionei a partição JUNK, de 1.106 Mb.

Uma vez tendo selecionada a unidade, o botão OK ficará disponível. Pressione-o.

Fazendo backup no Ghost

Nesta tela devemos selecionar o nome do arquivo de imagem e o local onde o mesmo será gravado. A extensão padrão é .GHO, não é aconselhável alterá-la.

Escolha o nome (até 8 caracteres), se desejar coloque algum comentário em Image File Description e pressione SAVE.

Você não deverá ter problemas aqui, o processo é bastante semelhante ao Salvar Como de umsoftware do Windows (tais como WordExcel, etc.).

Atenção: As unidades de origem e destino nunca podem ser iguais.
Seja para fazer clonagem ou imagem, seja do disco inteiro ou uma determinada partição, é obrigatório que origem e destino sejam diferentes.
Em outras palavras, não posso determinar que o Ghost grave o arquivo de imagem da partição JUNK nesta mesma partição, é necessário selecionar uma outra.

Fazendo backup no Ghost

Certo. Caímos nesta tela, onde o Ghost pergunta se deseja compactar (comprimir) o arquivo de imagem. Isto é bastante útil, mas vale saber de algumas coisas:

  • No: Não compacta o arquivo de imagem; ele terá o mesmo tamanho do espaço utilizado na partição/disco selecionado, ou seja, um arquivo de imagem de uma partição com 1 GB de dados terá 1 GB de tamanho. É o processo mais rápido.
  • Fast: Compactação rápida. É a melhor opção. Comprime os dados em 40% e não é muito demorado. Isto quer dizer que, em uma partição com 1 GB de dados, após criado o arquivo de imagem ele terá 600 MB, ao invés de 1 GB se não fosse usada a compactação aqui.
  • High: Alta. Não vale muito a pena, já que compacta apenas 10% a mais que a opção Faste leva um bom tempo a mais. O nível de compactação é de aproximadamente 50%.

Fazendo backup no Ghost

Uma vez selecionado o nível de compressão desejado, o Ghost perguntará uma vez mais se deseja mesmo continuar com o processo, e avisa que o número de licença (License Number) será necessário para restaurar o arquivo de imagem.

Este aviso só aparece na versão 2002, inexiste nas versões anteriores do Ghost.

Portanto, cuidado com isto, você precisa exatamentedo mesmo Ghost para restaurar a imagem posteriormente.

No Ghost 2002, o número de licença aparece na tela de inicialização do programa.

Fazendo backup no Ghost

O processo de criação do arquivo de imagem em andamento.

O Ghost é bem completinho, oferece informações úteis como porcentagem de conclusão do processo, velocidade (em Mb/minuto), tempo estimado, tempo decorrido, arquivo de imagem de destino, arquivo atual que está sendo copiado e etc.

Fazendo backup no Ghost

Após 1 minuto e 19 segundos, o processo está terminado.

Aparece a tela Dump Completed Successfully (processo terminado com sucesso).

Ótimo! Terminamos o processo de backup! :-)

Verificando o arquivo de imagem

Depois da conclusão da criação do arquivo de imagem, é altamente aconselhável – antes de fazer mais nada – verificar se o mesmo não possui erros.

É possível ocorrer algum erro durante a criação do mesmo.

Para isso, na tela inicial do Ghost, vá em Local > Check > Image File, como na figura abaixo:

Verificando o arquivo de imagem no Ghost

Feito isto, selecione o arquivo de imagem que deseja verificar (no caso, C:\BKP\GDH.GHO).

Aparecerá uma tela de confirmação (Deseja prosseguir com a verificação de integridade do arquivo de imagem?). Clique em YES.

Verificando o arquivo de imagem no Ghost

O processo é bastante rápido. No final, temos o resultado:

Verificando o arquivo de imagem no Ghost

O Ghost mostra-nos a tela “Image file passed integrity check” (o arquivo de imagem passou no teste de integridade).

Ou seja, nenhum erro encontrado.

Caso haja algum erro, o Ghost emitirá um alerta.

Neste caso, é recomendável fazer um novo arquivo de imagem, seguindo as etapas desde o início (inclusive executando o Scandisk).

Se deu tudo bem até aqui, perfeito: seu backup está concluído e você pode ficar sossegado.

Download: Norton Ghost

About these ads

5 comentários sobre “Como criar uma imagem completa do seu Sistema Operacional com Norton Ghost 2003

  1. Pingback: Super Windows + R faça horrores no seu computador com esses comandos « W and D
  2. Pingback: Especial de Aniversário II: Gostaria de poder instalar um MAC OS Leopard em seu PC e fazer dual-boot com Windows 7 « W and D
  3. Pingback: Aprenda a remover de uma vez por todas as notificações de Vantagens do Windows Original de seu computador! « W and D
  4. Pingback: Como recuperar sua senha perdida do MSN « W and D
  5. Pingback: Como criar um Pen Drive botavel com Windows 7 | W O D Consultoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s